19 de Junho de 2021
Ribeirão Preto - SP
Hominídeos
Hominídeos
Mairinque - SP Mairinque - SP
Anne Louise Barros
Kauany
Ana Paula Cardoso
Calissa
Vanderlei Miguel
Ester Cristina de Sousa
Mateus Sales de Paiva Lima
DONIZETTI SALES
Andre Luis Freitas dis Santos Ramos
ROSECLER JOSIELE MACHADO
Caio Felipe Roma da Silva
João Cezar Júnior
Andressa
Graziele Aparecida Carvalho de Oliveira
Valber Ramalho
MARCOS JOSÉ SILVEIRA MELLO
Gabriela
Rebecca Rabelo
Rafael Antônio de Melo
murilo
Talita Barci
Anderson augusto
Patrícia
Pedro
Thiago Domingues Vieira
Juliano Totta
Luana
ARISSON PINHEIRO TOMAS
Rosemeire
Edu Malta
Beatriz Araújo santos
Atila R Pinheiro
Alex
Rafael Silva da Cruz
Renata Teodoro
Jonatan Emanuel
Luiz Felipe Liberato
Thiago
Livia Kodama Silva de Moraes Adão
Milla
Thais Maria da Silva thais
leo.franco94@yahoo.com.br
Vinicius Lima Santos
Alessandra
Pablo
Caroline Amanda
Fernando da Costa
Renan Zanin de Souza
Thais Kaori
Osmar Henrique
Gabriela
BENEDITO CARLOS DOS SANTOS
Jéssica Batista
Nayara Toloni Neto
RAFAEL POMPIANI NASCIMENTO
Beatriz
Karina Soares Pires
Michaela
Marília
Luiz Felipe Azzini Camisa
Danilo dos Santos Silva Gonçalves
Michelle Cristina Costa
Maíra Meiran Gonçalves Caetano
Emilin Cardoso de Moraes

Hominídeos

Biografia

NOSSA HISTÓRIA

Atualmente formada por Diego Ras Sardas (vocal e percussão), Gabriel Mourão (guitarra base e voz), João Guilherme (guitarra solo), Christopher Faga (contrabaixo), Felipe Trindade (bateria) e Rafael Donkas (teclado), a banda Hominídeos teve início em rodas de violão nas praças da cidade de Mairinque, interior paulista, onde se reuniam para debater assuntos, apresentar composições, poesias e canções. Isso fez com que pessoas com afinidades e gostos parecidos se unissem, fortalecendo a cena musical da cidade. E, em meio as várias bandas de estilos diferentes que foram brotando, assim nasceu a Hominídeos.
Sempre tendo como foco o trabalho autoral, na constante busca pela originalidade em suas canções, a Hominídeos começou sua trajetória na Toca do Leão, uma conceituada casa de shows em Sorocaba/SP. Também já marcou presença no palco do SESC Sorocaba, trazendo ao público seu repertório autoral.

Ao longo dos anos, a banda fortaleceu a formação e alavancou seus processos evolutivos, tendo no currículo participações em shows de bandas consagradas como Maneva, Mato Seco, Ponto de Equilíbrio, Ventania, Jah I Ras, Cidade Verde Sounds, Peixe Elétrico, Neto Trindade, entre outras.

A Hominídeos também já teve a oportunidade de tocar no Festival Nacional de Música Alternativa Woodstone em São Thomé das Letras/MG; em Itú/SP, sendo uma das principais atrações do Chillout no festival de música eletrônica Shiva Trance; e no Festival das Tribos ao lado de Nazireu Rupestre, em Ubatuba/SP.
Seu primeiro single, “A Semente da Mente”, foi lançado na coletânea da revista Reggae Brasil (edição de dezembro de 2014) e, por um longo período, esteve entre as mais tocadas na seleção do programa “Jah Regou Sua Semente”, na rádio Cidadã FM. No mesmo ano, lançou o CD DEMO “Jah Abençoa”.
O ano de 2018 trouxe belos frutos para a banda. Em outubro, foi lançado o primeiro clipe oficial do single “Guerra Civil” com produção do Estúdio Samambaia e direção do Estúdio Vras77. E não pararam por aí - poucos meses depois, nasceu o single e clipe “Só por Jah” com participação especial de Ras Kadhu, da banda Jah I Ras, disseminando ainda mais seu trabalho pelo Brasil.

NOSSO ESTILO

Influenciada por grandes nomes da música nacional e internacional, em especial, Led Zeppelin, Cartola, Mato Seco e Bob Marley, a Hominídeos põe o público pra dançar, pular e sentir ao som de ritmos empolgantes e originais. Por meio de suas canções, procura dialogar com seu público e abrir espaço para sensações, reflexões e transformações através do resgate da essência de estilos musicais afrodescendentes, mesclando o apelo a espiritualidade, a estados de elevação da consciência e a exposição de problemas sociais e temas políticos atuais. Em seu repertório, além das músicas autorais, a banda interpreta grandes obras de bandas populares do circuito nacional e internacional de variados gêneros, o que permite adaptar a apresentação de acordo com o público e o ambiente. Sem dúvidas, sua marca registrada é a presença de palco contagiante com interação constante com o público.

Comentários