19 de Junho de 2021
Ribeirão Preto - SP
Kravo
Kravo
Volta Redonda - RJ Volta Redonda - RJ
Ninguém votou nesta banda.
Seja o primeiro!

Kravo

Concurso encerrado!
Nenhum voto

Biografia

Fundada em 2014 com o intuito de mostrar a voz e o rosto do rock feminino da região sul fluminense além de retratar realidade da mulher dentro do rock e da sociedade, KRAVO é uma banda formada inicialmente por cinco garotas com vontade de mostrar que “lugar de mulher também é no rock!”, apresentando música autoral em uma mistura de sons como: punk, rock alternativo, hard rock, e rock'n'roll com um toque de peso.

Desde o princípio, a banda se apresenta ativa na cena alternativa de Volta Redonda e região. Realizando apresentações tanto em espaços públicos como: Biblioteca Municipal e Praça Brasil, como em privados: Porão, Fundação CSN e AeroClub.

Em 2016 a banda sofreu alteração em sua formação, com a chegada do baterista Matheus Joaquim, ano em que a banda se dedica a finalização das músicas, para gravar seu primeiro EP: “As Marcas de um Crasso Fracasso” no ano posterior.

O EP conta com sete músicas, seis em português e uma em inglês, mostrando a versatilidade da banda, aclamada por blogs de música conceituados, como: Primavera Noise e Hits Perdidos. Algumas músicas do EP chegaram a tocar na “Radio Mutante”.

O EP conta com sete músicas, seis em português e uma em inglês, mostrando a versalidade da banda, aclamada por blogs de música conceituados, como: Primavera Noise e Hits Perdidos. Algumas músicas do EP chegaram a tocar na “Radio Mutante”.

Assim como “As Marcas de um Crasso Fracasso”, KRAVO lançou o videoclipe da música “Contradições” em 2017, reproduzido na “TV Rio Sul” através do “Minuto Cultural” e no canal de música A banda ocupa um posto importante na cidade, sendo a única banda da região, predominantemente feminina a tocar rock autoral.

“Play TV” no Programa “Undergrundi”, muito elogiado também por sites de música.

A banda ocupa um posto importante na cidade, sendo a única banda da região, predominantemente feminina a tocar rock autoral.

Comentários