15 de Junho de 2019
Ribeirão Preto - SP

Blog

O João Rock é feito de encontros

O João Rock é feito de encontros

Tudo começou em 2003, quando o Dinho, do Capital, subiu ao palco dos Paralamas do Sucesso para acompanhar Herbert Vianna em “Que País é Este?”. De lá para cá, os encontros de artistas de vários estilos e gerações já se tornaram uma tradição no João Rock. Como esquecer as apresentações de Alexandre (Natiruts), Rogério Flausino (Jota Quest) e Badauí (CPM 22), Chorão e Marcelo D2, Detonaltas e Raimundos, e outros encontros que já fazem parte da história do festival?

 

 

E nesta edição 2019, sem dúvida alguma a mais festeira foi a Pitty, que dividiu microfones com Emicida, Rael, BaianaSystem, Lazzo Matumbi e Larissa Luz.

 

Ainda no Palco João Rock, Marcelo D2 contou com a participação do rapper Sain KTT, em todo o show, relembrando a parceria entre pai e filho que teve início há 15 anos, com o hit “Loadeando”.


No Palco Brasil, dedicado aos sons de Brasília, o reggae do Natiruts contou com o bandolim fabuloso de Hamilton de Holanda. Filipe Ret recebeu BK e Djonga no Palco Fortalecendo a Cena.

 


E por falar na galera do Rap e do Hip Hop, o que dizer do encontro entre Djonga, Mano Brown, Emicida, Rincon Sapiência, Rael e BK no mesmo palco? “E dizem que união de preto é quadrilha. Pra mim é tipo um santuário...”, já cantava Djonga em “Hat Trick”. Várias gerações reunidas para mandar o recado e não deixar ninguém parado! E aí? Quais encontros musicais teremos em 2020? Vamos esperar pra ver! 

 


 

Conteúdo produzido por Angelo Davanço

Comentários