15 de Junho de 2019
Ribeirão Preto - SP

Blog

Palco Brasil

Palco Brasil

Como já cantava Cazuza, um dos nossos gênios da música, o Brasil “mostra a sua cara” no João Rock. Todos os anos, desde 2017, tem sido assim, com a realização do palco Brasil, um dos mais estilosos do festival, com sua estrutura montada no formato da bandeira nacional.

O palco Brasil surgiu com o objetivo de prestar uma homenagem às diversas regiões e aos mais variados movimentos musicais do país, reforçando uma das principais identidades do João Rock: Brasil e seus diversos ritmos.

Confira o que já rolou no palco Brasil:

Edição Nordeste – 2017

A cultura nordestina é bastante diversificada, marcada pela influência que recebeu de indígenas, africanos e europeus. Na música, destacam-se ritmos tais como coco, xaxado, martelo agalopado, samba de roda, maracatu, baião, xote, forró, axé e frevo. Ritmos que se mantêm como a base para a criação inventiva de artistas como Zé Ramalho, Alceu Valença, Lenine e Nação Zumbi, que se apresentaram na primeira edição do palco Brasil. Nesse ano, o palco Brasil ainda não tinha as cores da bandeira, porém, já chegou com atrações de peso, que representaram a região nordeste. 

 
(Zé Ramalho / Lenine - Palco Brasil 2017)

 

Edição 50 anos de Tropicália – 2018

O Tropicalismo foi um movimento cultural brasileiro do final dos anos 60 que surgiu em plena ditadura militar e sob forte influência de correntes artísticas de vanguarda e da cultura pop, como o rock e o concretismo, misturando manifestações tradicionais da cultura brasileira às inovações estéticas radicais. O movimento manifestou-se principalmente na música, e seus principais personagens estiveram no palco Brasil 2018 do João Rock: Os Mutantes, Tom Zé, Gilberto Gil e Refavela (Moreno Veloso, Anelis Assumpção, Chiara Civello, Bem Gil e Mestrinho) e Caetano Veloso com seu Ofertório (Moreno Veloso, Zeca Veloso e Tom Veloso). Foi o primeiro ano da nova estrutura do palco, com as cores da bandeira do Brasil, se tornando um dos palcos mais imponentes e com mais destaque do festival.


   
(Mutantes / Ofertório - Palco Brasil 2018)


 
(Refavela / Tom Zé - Palco Brasil 2018)

 

Edição Brasília – 2019

Quando nasceu, em 1960, Brasília foi o resultado da mistura de pessoas de todo o país, o que provocou o surgimento de uma cultura global. Na música, a capital foi vai do forró ao iê iê iê, do sertanejo ao rock, do chorinho ao punk. Lá, o Brasil viu surgir uma turma que ampliou as fronteiras do Planalto Central e inspirou muita gente a dar seus acordes depois, seja no rock ou em seus ritmos parceiros. Em 2019, toda essa galera se encontrou no Palco Brasil do festival: Capital Inicial, Tribo da Periferia, Dado e Bonfá tocam Legião Urbana, Natiruts e Hamilton de Holanda, Plebe Rude e Raimundos.
E em 2020, qual a cara que o Brasil vai mostrar no João Rock?

 

 
(Imagens Palco Brasil - João Rock 2019)

 

Conteúdo produzido por Angelo Davanço

Comentários